Como limpar porcelanato corretamente e conservá-lo por muito mais tempo
Voltar para o blog

Como limpar porcelanato corretamente e conservá-lo por muito mais tempo

Com a disseminação do uso do porcelanato para revestir os ambientes, é comum surgirem dúvidas com relação aos cuidados e à maneira correta de limpar porcelanato.

Antes de sair por aí comprando todos os produtos da prateleira, é importante entender que, apesar de ser um material extremamente resistente com absorção de água quase nula, o porcelanato necessita de alguns cuidados especiais na hora da limpeza para garantir que a sua beleza dure por muito mais tempo.

Por esse motivo, preparamos este post com dicas e dúvidas frequentes. Seguindo cada uma das nossas instruções, você vai conseguir manter seu porcelanato sempre bonito e limpo, sem preocupações!


Como limpar porcelanato: pós-obra





Piso branco de cozinha:

Após a obra, é muito importante realizar a primeira limpeza do porcelanato. É ela que vai trazer brilho ao revestimento e evitar o aparecimento de manchas superficiais nos primeiros anos. A primeira faxina, quando bem-executada, também vai facilitar a realização da higienização diária.

É importante que essa etapa pós-obra seja feita cuidadosamente, pois ainda pode haver algum resquício de materiais abrasivos na superfície do porcelanato, como cimento e grãos de areia.

Até a limpeza final, é muito importante esperar a argamassa secar. Antes disso, não é indicado passar nem a própria água por cima do rejunte depois que ele for aplicado. Após a secagem, no entanto, já é possível caprichar na limpeza.

Ela deve ser feita com uma esponja umedecida em água. Limpe totalmente o revestimento, para evitar manchas.

Depois disso, faça uma aplicação do produto Clean Max Portokoll, ou de alguma outra opção de produto especializada em limpeza pós obra, que pode ser encontrado nas principais lojas de materiais de construção. Ele vai remover as manchas que podem ter aparecido e deixar o piso com aparência perfeita. Esse produto também pode ser utilizado em casos extremos, como no surgimento de manchas difíceis de remover com os métodos convencionais.

Durante a realização da obra ou da reforma da casa, pode ser que o porcelanato tenha sido manchado com respingos de tinta. Para retirá-las, o indicado é a utilização de um solvente orgânico ou o Thinner. Apenas tome cuidado para não deixá-los agindo por muito tempo sobre o piso e faça testes em pequenas áreas do porcelanato antes de aplicar para conferir a qualidade e eficácia dos produtos.


Limpeza do rejunte:



Para limpar o rejunte de porcelanato, você também pode utilizar o Clean Max da Portokoll, sete dias após o assentamento. Basta diluir o produto em água (1/10), deixar agir pelo tempo indicado na embalagem e limpar com o lado amarelo da esponja.

Você também pode utilizar saponáceo cremoso no rejunte. Para isso, aplique o produto puro sobre o rejunte, deixe agir por dez minutos e, depois, use o lado amarelo de uma esponja. Se houver dúvida, dilua o agente de limpeza na água e faça o teste em apenas uma parte da peça, para garantir que não vão aparecer manchas no revestimento.

Depois disso, basta realizar os procedimentos simples da limpeza diária que explicamos no item abaixo.

Outros materiais muito indicados para a limpeza pós-obra são os saponáceos cremosos (CIF) ou o Veja Cloro Ativo. Uma opção ótima que funciona de forma paliativa para a limpeza é o vinagre. Com ele é possível remover o excesso de rejunte que fica na peça sem danificar.


Como limpar porcelanato, limpeza diária:

No dia a dia, é fácil deixar o seu porcelanato lindo e brilhante.

Para limpar o porcelanato de forma eficiente, siga os passos a seguir:

  1. Utilize uma solução de limpeza que contenha uma colher de sopa de detergente ou sabão neutro, diluído em cinco litros de água;
  2. Varra o piso com uma vassoura de cerdas macias para não arranhar;
  3. Passe um pano de chão molhado;
  4. Seque o piso com um pano seco para que não fiquem manchas.

 

Caso ainda permaneça sujeira impregnada sobre o produto, deixe a solução de detergente e água agir sobre o piso por mais alguns minutos e depois esfregue com escova ou vassoura de cerdas macias.

Não utilize palha de aço ou produtos similares, já que eles podem riscar, danificar e retirar o brilho do porcelanato ou do esmalte do revestimento. Depois, enxágue bem somente com água e seque com um pano limpo.

Para limpar porcelanato de maneira pesada, você pode usar CIF, Veja Cloro Ativo ou Saponáceo Cremoso. Qualquer um desses produtos deve ser diluído em água, usado em sua versão neutra e aplicado com pano umedecido nessa solução.

A diluição deve ser de 1/10 a 1/30, ou seja, uma parte do produto para nove partes de água, ou uma parte do produto para 29 partes de água. A não diluição dos produtos, bem como a sua aplicação direta sobre o piso, pode ocasionar o surgimento de manchas permanentes.

É importante lembrar que os porcelanatos Portobello estão mais próximos da família das pedras naturais do que da cerâmica, e requerem a mesma cautela necessária ao fazer a manutenção das pedras. Por isso, não utilize ceras ou impermeabilizantes. Essa prática pode acarretar a perda da garantia de cinco anos que a fábrica oferece.

O problema de realizar a limpeza do porcelanato apenas com detergente neutro diluído em água é que ele não deixa a casa com aquele cheirinho de limpeza. Por isso, você pode fazer a faxina da maneira adequada e, depois de terminar, usar um spray perfumado para ambientes. Só tome cuidado para não aplicar o spray diretamente sobre o piso.

Como no caso da tinta, caso ocorra algum tipo de acidente com canetas, canetinha hidrocor, esmaltes ou outros tipos de pigmentos, o indicado é a utilização de um solvente orgânico para a limpeza do porcelanato, como álcool, Thinner ou acetona.

Pode acontecer de um dos moradores ser alérgico a algum tipo de produto químico. Por esse motivo, para a limpeza do porcelanato, você pode utilizar o vinagre, sempre diluído em água. Ele não mancha, não diminui o brilho e é inofensivo para o porcelanato.

Para as áreas externas, o procedimento é o mesmo. Utilize detergente neutro diluído em água para a limpeza diária e, para a limpeza pesada, use CIF, Assolan Saponáceo Cremoso ou ainda Veja Cloro Ativo.

Como limpar cada tipo de Porcelanato:

Por mais que agora você já conheça as melhores formas de limpar porcelanato em geral, é importante destacar que cada tipo tem uma especificidade que o torna único. Dessa forma, é imprescindível que você siga algumas indicações especiais de acordo com o seu produto.

Pensando nisso, separamos os principais modelos de porcelanato existentes no mercado, juntamente com indicações mais importantes a respeito da limpeza e dos cuidados em geral com essas peças.

PORCELANATO ACETINADO


O porcelanato acetinado, por ser uma opção de revestimento que não vem com aquela camada de brilho por cima, é mais fácil de limpar do que os outros. Além disso, sua resistência, que também é maior, faz com que a faxina possa ser pesada — o que reduz a preocupação de danificar o piso enquanto o processo é realizado.

A primeira dica, logo no início da limpeza do porcelanato, é varrer bem a superfície do revestimento, já que as características ásperas do produto podem fazer com que pequenas sujeiras fiquem impregnadas ali. Depois de varrer, então, dilua aquela mistura de água com detergente, molhe o pano e inicie o processo.

Outra vantagem muito interessante do porcelanato acetinado é que não vai ser preciso passar aquele pano seco. Sua superfície é capaz de absorver a água, ou seja, só espere secar e ele estará prontinho e muito limpo.

PORCELANATO MANCHADO

Imagine só: você está na sala, com seu piso novinho em folha, até que outra pessoa da casa derruba alguma bebida, alimento ou produto que provoque manchas no piso. Parece desesperador, não é mesmo?

Nem tanto. Caso você saiba como limpar porcelanato manchado, o processo será muito menos doloroso e complicado do que você imagina. Separamos algumas das dicas a partir de manchas ou acidentes específicos:

  • Canetas: molhe um pouco de acetona ou álcool em um pedaço de algodão. Passe na superfície da mancha e, logo após, limpe com um paninho umedecido apenas com água;
  • Bebidas alcoólicas ou café: dilua uma tampinha de Veja Cloro Ativo em um recipiente com 200ml de água, molhe a mistura com uma esponja macia e esfregue-a no piso. Depois de limpar, é só remover o excesso com um pano umedecido com água. Importante: nunca coloque o produto direto no piso;
  • Tinta: como já falamos no decorrer do texto, aposte em solventes orgânicos para a limpeza.


PORCELANATO FOSCO

Antes de falar sobre o que fazer ao limpar superfícies de porcelanato fosco, adiantamos dizendo o que não fazer de forma alguma: passe longe de água sanitária ou outros produtos tradicionalmente utilizados na limpeza pesada.

O procedimento deve ser simples, além de seguir as indicações que já adiantamos diversas vezes:

  1. Limpe a superfície com uma vassoura;
  2. Depois de varrer e tirar o excesso de sujeira, misture água com detergente líquido;
  3. Limpe o porcelanato fosco com a misturinha;
  4. Molhe um pano com água e passe por cima do piso para tirar o excesso.

Além disso, é importante limpar o piso mais ou menos uma vez ao mês para que ele não ganhe uma coloração amarelada com o passar do tempo. O procedimento é bem simples: em um balde de água, dilua saponáceo cremoso. Depois é só molhar um pano na mistura, passar pela superfície e, para finalizar, secar o chão e o excesso da misturinha com um pano molhado em água.

 

Dicas para uma maior conservação do revestimento

Veja agora algumas dicas que separamos para otimizar o seu processo de limpeza:

  • Sujou, lavou! Não espere para higienizar o porcelanato após algum acidente, isso pode comprometer a qualidade do produto e fazer com que o processo de limpeza se torne ainda mais complicado;
  • Coloque tapetes na entrada dos cômodos. Dessa forma, ao entrar em casa, o piso não vai se sujar com tanta facilidade;
  • Cuidado ao misturar os produtos. Leia muito sobre a especificidade de cada um e certifique-se de que eles são boas opções para o porcelanato;
  • Proteja os pés dos móveis com algum material macio, como o feltro, para reduzir a possibilidade de formação de riscos (quando for o caso de pisos).

Maiores erros cometidos ao limpar o porcelanato

Por mais que você já seja capaz de identificar as melhores opções de limpeza para porcelanato, tenha em mente que pequenos erros podem prejudicar muito a qualidade do piso. Isso acontece porque, quando a superfície é danificada, outros prejuízos costumam surgir em consequência — e levar a gastos altos com a compra de novos produtos.

Veja quais são os principais erros que comprometem o seu porcelanato.

REAPROVEITAR O MESMO PANO EM MAIS DE UM CÔMODO

Existem inúmeros prejuízos relacionados ao uso de um pano só para vários ambientes. Além de questões higiênicas, a atitude faz com que micro-organismos nocivos para os moradores se espalhem pela residência.

O que fazer, então? É simples: separe os panos por cômodos. Um para a sala, um para a cozinha, um para a área externa e assim sucessivamente. Lembre-se, também, de trocar a água sempre que possível.

USAR A ÁGUA SANITÁRIA

Se o porcelanato da sua casa for do modelo acetinado, ou seja, tiver uma concentração de brilho na superfície, fique longe da água sanitária. Ela é muito nociva, já que tira por completo o brilho do revestimento e provoca um grande desgaste nele.

DEIXAR O SABÃO “AGIR”

Outro erro muito comum é, em meio ao processo de limpeza, deixar a mistura de sabão e água “agir” no piso, ou seja, permanecer ali por um longo período de tempo.

A composição do sabão, assim como a de outros produtos, faz com que ele tenha componentes químicos agressivos, que servem para realizar uma limpeza eficiente. No entanto, devem entrar em contato com o revestimento por pouco tempo, já que a ação prolongada costuma gerar danos.

Para não desgastar e prejudicar o porcelanato, retire o produto de limpeza logo após esfregar, e certifique-se de que não ficou nenhum resíduo esquecido para trás.

USAR ESPONJAS OU UTENSÍLIOS ÁSPEROS

Objetos de característica áspera podem causar inúmeros estragos na superfície do porcelanato. Sabendo disso, tome cuidado com esponjas muito duras ou grosseiras, lãs de aço (como o Bombril) ou a vassoura, no caso de revestimentos mais brilhantes e “sensíveis”.

O que não usar na limpeza de porcelanato

A utilização de produtos não indicados pode ocasionar o que chamamos de ataque químico, deixando a superfície porosa e acarretando no surgimento de manchas, riscos e opacidade no piso.

Por isso, não utilize produtos que contenham flúor e seus derivados, principalmente o ácido fluorídrico, encontrado nos produtos:

  • Semorin;
  • Brilha Alumínio;
  • Brilhol;
  • Outros destinados à limpeza de alumínio.

Eles podem causar danos irreversíveis ao produto.

Além disso, utilizar produtos que contenham hidróxidos (potássio, sódio etc.) em alta concentração pode causar alterações no brilho superficial de porcelanatos polidos se expostos por mais de dez minutos. Por isso, nunca utilize sobre as peças:

  • Sabão em pó;
  • Ceras;
  • Escovas;
  • Ácidos;
  • Água sanitária;
  • Soda cáustica.

Além disso, os produtos recomendados (como detergente neutro, CIF ou Assolan Saponáceo Cremoso e Veja Cloro Ativo) também podem ocasionar a formação de manchas quando utilizados diretamente sobre o piso por um longo período de tempo.

Lembre-se de sempre diluí-los em água, na proporção recomendada anteriormente, que é de uma colher de sopa de detergente para cada cinco litros de água. No caso das substâncias de limpeza pesada, dilua uma parte do produto para nove partes de água, ou uma parte do produto para 29 partes de água.

Às vezes, limpar o porcelanato com os produtos específicos para limpeza pesada pode resolver o problema de algumas manchas. Mas, se não ficar em perfeito estado, você pode utilizar o Clean Max da Portokoll.

Confira também uma playlist no YouTube explicando todo o processo de limpeza: https://www.youtube.com/playlist?list=PLpCiSrojwMQi40Z-HU3ZHeRwbzCHU2zjj




Fonte:https://archtrends.com/blog/como-limpar-porcelanato/fbclid=IwAR2Bgxl9al3sbFglxDQQNQ18ctCaBBisJTGrWLyLHxFbY5EBfQif0d_-7Qc



Outros posts

  1. 12 coisas para fazer em casa no inverno, para curtir o seu lar!!

    12 coisas para fazer em casa no inverno, para curtir o seu lar!!

    Aproveite as temperaturas mais baixas para tirar os cobertores do armário e preparar aquela receita deliciosa de fondue. O inverno começa oficialmente só no dia 21 de junho, mas os dias frios já come...

  2. Cozinhas pequenas e decorações gigantes

    Cozinhas pequenas e decorações gigantes

    Não é necessário ter um espaço enorme para fazer uma composição amigável e bonita aos olhos Ta aí: decoração de cozinhas. Um assunto bem legal de falar, ainda mais para as pessoas que são ver...

  3. 5 perguntas e 5 respostas sobre móveis coloridos no decor

    5 perguntas e 5 respostas sobre móveis coloridos no decor

    Existem inúmeras maneiras de decorar uma casa. Se o tempo e o orçamento permitir, é possível quebrar paredes, pintar um cômodo todo e investir em acessórios. Agora, se você planeja personalizar a casa...

Utilizamos cookies para melhorar a sua experiência.

Exatus Imóveis

Geral
(55) 99905-9011
Geral
(55) 3333-7853
Aluguel
(55) 99704-0034

Exatus Imóveis

Geral
(55) 99905-9011
Aluguel
(55) 99704-0034